Fundos de pensão: A necessidade das auditorias independentes

Fundos de pensão: A necessidade das auditorias independentes
5 (100%) 1 vote

Estar atento aos novos caminhos de investimento é essencial para aqueles que desejam desfrutar das benesses do mundo dos negócios. Uma das melhores alternativas de aplicação de capital nos últimos anos tem sido os fundos de pensão.

O que são fundos de pensão?

Os fundos de pensão são denominados como entidades fechadas de previdência complementar (EFPC’S). Eles são organizados por empresas e associações.

Sua premissa é de assegurar aos empregados e associados renda adicional à fornecida pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), por intermédio da administração de planos e benefícios.

Todo o andamento dos fundos de pensão é regulado e estabelecido em conformidade com as diretrizes do Banco Central (Bacen).

Tipos de fundo de pensão:

Existem basicamente três tipos de fundos de pensão pelo país: os de benefícios definidos, contribuições definidas e contribuições variadas.

Eles são feitos pelas organizações de acordo com suas preferências ou modo de atuação no mercado.

Logística de contribuição:

A base do funcionamento dos fundos de pensão é a contribuição do empregado e empregador. Geralmente o funcionário da companhia contribui com uma determinada quantia, enquanto a organização complementa com a outra parte.

Rentabilidade dos fundos de pensão:

Após o montante ser constituído, os fundos de pensão realizam os investimentos no mercado financeiro em ações, empresas e em títulos públicos, por exemplo.

Primeiro, o investimento é realizado. No futuro ele retorna ao investidor como forma de renda extra durante sua aposentadoria, ou seja, é um empreendimento a longo prazo.

Principais atrativos dos fundos de pensão:

Inúmeros são os atrativos dos fundos de pensão. Dentre eles, pode-se ressaltar fatores como:

Rendimentos em conta: Já no primeiro semestre de 2016, conforme a Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (ABRAPP), a rentabilidade média do setor dos fundos de pensão foi de 5,24% ao ano.

Tarifações favoráveis: As taxas de carregamento e de administração costumam ser inferiores às existentes nos fundos individuais.

Empréstimos com juros menores: Normalmente os fundos de pensão também contam com a possibilidade de empréstimo aos seus participantes, com taxas bem abaixo do que é praticado em outras modalidades de fundos pelos bancos e instituições de caráter financeiro.

Fundos de pensão em números:

Anteriormente no Brasil, os fundos de pensão eram distribuídos essencialmente em empresas de grande porte. Nos últimos anos, entretanto, sua participação vem se expandindo em companhias de pequeno e médio porte também.

Hoje, estima-se que o país conta com mais de 300 companhias participantes nos fundos de pensão, em mais de 1100 planos beneficiários, o que resulta em um capital de 700 bilhões de reais.

Previ, Funcef e Valia, financiados pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e a mineradora Vale, respectivamente, são um dos fundos de pensão mais famosos no Brasil.

Novos parâmetros para os fundos de pensão:

Após contratempos envolvendo a confiabilidade da gestão dos fundos de pensão nos últimos tempos, estes fundos ganharam novas diretrizes do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC).

A resolução n° 27/2017 dispõe sobre a prestação de serviços de auditoria independente nos fundos de pensão.

Uma destas resoluções obriga os fundos de pensão a contratarem serviços de auditoria independente com profissionais credenciados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para a análise das demonstrações contábeis.

Antes da medida, não havia no país norma específica sobre o tema nem legislação, apenas a possibilidade das organizações contratarem este tipo de serviço especializado.

A lei também obriga que o auditor deve comunicar inadimplências como fraudes à Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) no prazo de até dez dias.

Investimento exige atenção:

É imprescindível, antes da aplicação de capital, julgar a procedência do fundo de pensão e levantar pontos-chaves como: tempo de atuação e reputação no mercado financeiro.

Todas essas informações podem ser adquiridas por meio do apoio de profissionais especializados no assunto.

Os fundos de pensão, portanto, quando bem analisados, são ótimas opções de investimento para quem deseja possuir uma renda adicional no seu momento de aposentadoria.

Grupo Maciel e a expertise em auditoria:

O Grupo Maciel, sempre preocupado com os novos parâmetros estabelecidos pela legislação, é especialista em auditoria de demonstrações financeiras.

Nela, são analisadas de forma cautelosa, todas as conformidades e não conformidades com o objeto que está sendo auditado.

Desta forma, é certificado se a organização atua no mercado conforme os padrões previamente determinados pela Comissão de Valores Imobiliários.

O que configura o Grupo Maciel como um forte aliado aos empreendedores que desejam aprofundar sua participação no ambiente econômico.

A organização, formada pela união de empresas contábeis, com profissionais especializados e em constante atualização de suas habilidades, atua no mercado há nove anos, já tendo consolidado sua marca em todo território brasileiro.

Além da auditoria contábil, também executa serviços de auditoria em: obras, transportes, serviços de asseguração, sorteios e transportes.

Shaila Santos da Silva

 

Related posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *