AUDITORIA EM DEPÓSITO RECURSAL

AUDITORIA EM DEPÓSITO RECURSAL
Avalie este post

Definição: Auditoria que visa a verificação de valores a serem recuperados em contas vinculadas utilizadas para depósito recursal, que podem ou não, ter sido descontados, no todo ou em parte, do valor final pago pela empresa.

Problema: Na gestão empresarial, o controle e provisão de passivos trabalhistas assumem grande importância, não só para administração de seu fluxo de caixa, mas também para a liquidez do negócio em si. O gerenciamento eficiente dos depósitos recursais é uma destas pontas da administração e merece a devida atenção.

Em empresas de grande porte, por questões contábeis internas e de auditoria, há maior dificuldade em justificar a convolação dos depósitos recursais em pagamento ou garantia, preferindo realizar novo depósito integral na fase de execução, que tende a encerrar suas obrigações financeiras no processo. Como a duração dos processos é longa e a data de realização dos depósitos recursais é pretérita, neste momento pode ocorrer a preterição do depósito recursal que ficará em conta judicial à disposição do interessado, ou seja, cabendo à empresa titular do depósito recursal arquivado solicitar sua devolução.

Desenvolvimento: É desenvolvida de acordo com as normas de auditoria geralmente aceitas, sendo feita por amostragem. Para fins do exame de auditoria, na seleção da amostragem devem ser considerados todos os depósitos judiciais ocorridos em um ano, e, à partir deste, se encontrado valores a recuperar, será necessário efetuar uma perícia contábil para definir o valor total a ser recuperado com a devida referência processual.

Forma de verificação: Comparativo do relatório de conta vinculada com o valor efetivo do que a empresa deveria ter pago.

Público-alvo: Empresas com mais de 100 processos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *